Data source

Thumbnail

Search results

19 records were found.

Estojo feito de couro, com função de transportar munições da espingarda Mauser. Possui fivela em latão, agregada para fechar o estojo, assim como duas pequenas alças em couro, ambas com a função de prender ao cinturão. Possui duas peças em latão, nas laterais (exterior) do estojo, com a função de encaixar em duas peças em couro, colocadas na tampa do estojo, de forma a fechar com segurança o mesmo.
Bilha, para usos domésticos, feita de folha de Flandres, dividida em quatro secções: - Base circular oca; - Secção inferior cónica, com abertura ascendente; - Secção central cónica, com abertura descendente; - Secção superior cilíndrica. As secções encontram-se soldadas entre si. Possui: uma asa soldada, entre a secção superior e a central; um suporte no lado oposto à asa, soldado na secção superior; uma tampa amovível, de formato cilíndrico, com pega soldada na parte superior.
Machete, de lâmina. Instrumento manufaturado. Cabo feito a partir de um pedaço de árvore esculpido, onde foi colocada uma lâmina (pedaço de metal laminado), de forma a realizar as suas funções na agricultura e corte de madeira. Este instrumento, de funções domésticas, foi diversas vezes utilizado também como arma.
Tubo, para tiro reduzido, da peça de artilharia de costa de calibre 15cm, com sistema autónomo de acondicionamento de munição. É introduzido no interior da peça de artilharia, a fim de permitir o disparo com munição reduzida. Este dispositvio permite a prática das ações de fogo com redução de custos.
Sabre-Baioneta, de espingarda automática, Modelo MK1 (?), de lâmina dupla, com bainha. Tem punho em madeira, com encaixe para arma na retaguarda, e orifício no guarda-mão, para encaixe no cano da arma. Dispõe de patilha de segurança para a bainha. Possui inscrições na lâmina e na bainha. A bainha, em material compósito, tem um encaixe para colocação em cinturão.
Estatueta em representação de um militar da classe de Sargentos, envergando o fardamento da época (século XVIII), segurando na mão direita uma alabarda, arma identificativa dos Sargentos de Infantaria.
Punhal japonês, da II Guerra Mundial. É composto por: punho, com padrão circular e cor prateada; lâmina (partida); e bainha, em pele, de cor acastanhada, com fundo de proteção em metal.
Foguete iluminante, Modelo RKT, Mk4, de calibre 57mm, de forma cónica, de cor branca e inscrições a preto. Contém uma substância iluminante que, lançada numa determinada área, permite a observação durante a noite ou sob condições de visibilidade nula ou reduzida. Era utilizada pelas tropas para iluminação do campo de batalha.
Farda camufalda, modelo de 1961, utilizada pelas tropas portuguesas no Ultramar, composta por três peças: calças, dólmen e cobertura de cabeça (vulgo "Quico"), em padrão camuflado. As calças têm: dois bolsos exteriores laterais salientes; dois bolsos traseiros e dois laterais interiores. Possui atilhos na cintura e no extremo inferior de cada perna. O dólman tem: dois bolsos salientes frontais, na zona do peito; dois bolsos falsos frontais, na zona do abdómen, com presilhas escondidas; duas platinas (uma em cada ombro) cosidas do lado interior e presas por um botão no lado exterior; botões em volta do colarinho, com a função de prender um abafo. Utilização de botões frontais, ao centro (em orientação vertical), para abrir e fechar o dólmen. O "Quico" tem um formato oblongo, com pala reforçada à frente e duas extensões na retaguarda, em formato "V".
Faca de mato, do Exército Português, da marca ICEL INOX. É composta por: lâmina, curva e serrilhada na parte superior; punho, em osso (?); e bainha, em pele. Equipou algumas tropas portuguesas, como equipamento individual.
Lanterna de sinais, portátil, modelo SN 20, feita em Inglaterra e popularmente utilizada na 2ª Guerra Mundial. Na parte anterior tem um dispositivo que permite, ao abrir e fechar, regular a intensidade da luz emitida. Possui também uma tampa deslizante, que permite a proteção desse mesmo dispositivo. No topo possui: um botão de latão, que funciona como interruptor, permitindo a realização dos sinais; e uma pega, nas laterais, que permite o seu transporte, bem como um suporte quando a lanterna se encontra pousada. Na retaguarda tem uma patilha com a função de prender ao cinturão. Na base possui uma tampa de acesso ao seu interior, onde se colocam as baterias.
Revólver, calibre 7,62mm, sem marca. Possui um tambor, com capacidade para cinco munições daquele calibre.
Pistola, lança Very Light, de percussão central, com cão, para ignição de Very Light. O sistema para abertura do cano encontra-se por baixo do grupo do gatilho. Utiliza cartuchos de 28mm, com várias funções, entre elas, a sinalização e a iluminação.
Seringa, anestésico dental. Objeto de liga metálica e vidro, utilizado pelos especialistas de estomatologia, do Serviço de Saúde Militar, para anestesiar os pacientes, na área bocal.
Regulador de espoleta, da munição da peça de artilharia de costa de calibre 15cm. Este mecanismo tem a função de regular ou temporizar a espoleta. Possui dois reguladores distintos: na parte inferior, um regulador controlado por dois mecanismos (um à esquerda e outro à direita) que trabalham em conjunto; na zona central, tem uma chave para a regulação da espoleta. No reverso do regulador há um orifício com uma patilha, onde se encaixa a espoleta da munição de calibre 15cm.
Carabina de cavalaria, Westley Richards, Modelo (m/) 1867, calibre 11mm, arma de fogo de retorcarga, de tiro simples. A culatra, móvel em torno de um eixo transversal ao cano, abre-se de baixo para cima, com rotação para a frente. Foi utilizada pelas tropas de cavalaria, nas "Campanhas de Pacificação", em África, no final do séuclo XIX.
Munição de revólver Abadie, com ciaxa. Cada munição inclui o respetivo invólucro e projétil (bala) de ferro, com 0,6 grs. de pólvora. Caixa original, em cartão, contendo onze munições, embora possua capacidade para vinte e cinco munições.
Capacete militar, da Grande Guerra 1914-1918 (?), feito em metal. Apresenta nove buracos, aparentemente realizados por balas. No seu interior, pregado no fundo, possui um círculo feito em couro. Desse mesmo local, presa nas laterais por duas presilhas em metal, pregadas ao capacete, sai uma correia igualmente em couro, com fivela em metal, com o objetivo de segurar o capacete, quando colocado na cabeça.
Terçado de artilharia, constituído por lâmina e punho. Lâmina dupla, em metal. Punho totalmente feito em bronze, apresentando em toda a sua volta desenhos circulares paralelos em relevo manufaturados, com dupla função, decoração e anti-derrapante. Nas extremidades das guardas do punho, a mesma forma circular é utilizada para decoração.